Tentação

Estava eu a estudar
Numa profunda atenção
Ela meteu-se à janela
Lá se foi a concentração

Com os olhos esbugalhados
E as curvas de figura
Cabeça feita em bocados
Que mulher, que loucura.

Refrão
Vai-te embora, tentação
Quem te fez dessa maneira?
Abençoado serão
Qu’e o teu pai e a tua mãe
Passaram na brincadeira.

Não há homem que resista
Eu sei e fui ter com ela,
Eu estava mais que perdido
Pela dona da janela.

Subi ao terceiro andar
Beijei-a com sofreguidão,
Levei um estalo nas trombas
E cai redondo no chão

Posted in Cancioneiro and tagged as , ,