Revista

Quando o pano sobe
E o espectáculo começa
Lembro-me de ti, Ivone!
Éramos artistas,
Fazíamos revista,
Num teatro qualquer,
E era noite no Parque Mayer (E era noite no Parque Mayer)

Apagavam-se as luzes
Vazio o coração
Lembraste Ivone, da nossa canção?

Revista! Venham à Revista
Quero rir quero ver,
dêem-me todo o palco
Eu quero arder

Que valham
Os actores, esses loucos,
Já ouço as gargalhadas
O resto não vale nada, tudo é pra
esquecer.

Refrão
Revista! Venham à Revista
A vida não presta
Já ouço a orquestra
Acendam projectores
Que valham
Os actores, esses loucos,
Já ouço as gargalhadas
O resto não vale nada … tudo é pra
Esquecer.

Posted in Cancioneiro and tagged as , , , ,