Imperial

Uma imperial, vamos embora
Que hoje vou pra casa ao nascer da aurora
Venha mais uma, que é pra aquecer
Porque esta noite vamos beber a valer

Três imperiais, sabe tão bem
E já só penso na proxima que aí vem
Quatro imperiais, já não está mal
E troca o passo, tal e coisa, coisa e tal

Refrão:
Enquanto houver uma imperial
Ai não se estraga
E vai acima
E bota abaixo
Vira mais uma
Ai ó diacho
Com muita espuma
Ai que borracho!

Enquanto houver uma imperial,
isto não vai nada mal.

Cinco imperiais, está a animar
Chouriço assado para a malta petiscar
Seis, sete, oito, está animado
Apaga as luzes que se vai cantar o fado

Nove imperiais, ai a bexiga
Fazer xixi pra não dar dores de barriga
Dez imperiais, a sede aperta
Venham mais duas pra fazer a conta certa

Refrão

Treze, catorze, está complicado
Se bebo mais isto vai dar mau resultado
Quinze imperiais, que borrachada
Tou a ficar com a lingua toda enrolada

Vinte imperiais, isto vai mal
Daqui a bocado vou parar ao hospital
Trinta imperiais, isto está bera
Estou a sentir-me a penetrar na estratosfera

Refrão

Posted in Cancioneiro and tagged as , , ,