Cachopa

Cachopa, menina tu
És lua
Singela és uma estrela
Nua
D’amores minh’alma anda
Perdida
Cachopa és serenata
À vida
Outrora meus olhos viam
Sombras
De luz e de cor se encheram
Com as ondas
Do teu cabelo menina
À lua
Singela és uma estrela
Nua

Estrofe
Capas traçadas ao sabor do vento
Canções de d’amor sob o teu ar atento
Vozes erguidas ao som dos trinados
Melodiando versos encantados
Sentir o brilho d’um olhar bonito
É ter sentença d’amor infinito
É cada beijo ser sempre o primeiro
Tua janela ser o mundo inteiro

Refrão
Cachopa
Meu amor de estudante
Ai, do meu viver errante
Tu és porto seguro…
Cachopa
Se estudando eu padeço
Sabes bem que nunca esqueço
Sabor a figo maduro

Estrofe
O meu lugar será sempre a teu lado
É meu destino vai ser o meu fado
E o nosso amor já é uma canção
Que canta forte no meu coração
Capas traçadas ao sabor do vento
Canções de d’amor sob o teu ar atento
Vozes erguidas ao som dos trinados
Melodiando versos encantados

Posted in Cancioneiro and tagged as , , , ,