Balada da Despedida

Refrão
Fitas doiradas, pôr-do-sol raiadas a riscar o mar.
Meros testemunhos, folhas de rascunhos do curso a acabar.

Canções de amizade, refrões de saudade de quem vai partir.
Adeus Faculdade, adeus terna idade, lembrança a sorrir.

Dentro de um estudante o eterno amante de capa luar.
Existe a vontade de que a faculdade o deixe ficar.
Mas tal como o dia, a noite fugidia irá destronar.
Também negras capas transformam-se em batas para não mais voltar.

O tempo não cede ao clamor que lhe pede para voltar atrás.
Das fitas apenas memórias serenas de um sonho fugaz.
A página vira e a alma respira por mais um momento.
Seis anos de amor, paixão e fulgor, levou-os o vento.

Posted in Cancioneiro and tagged as , , ,